#1 – Novas formas de ser e escrever

Só pra gente se entender melhor

Ai que nervosinho pra começar a escrever esse texto. Tudo isso é novidade pra gente, né? Mas vamos lá… 

Já que me chamam tanto de blogueira por aí, decidi fazer jus ao título e retomar a essência do A Vida Medicina que foi criado lá em 2014. A ideia não era viver de fotos, de likes, de mimos ou publiposts. A ideia era pura e simplesmente deixar escorrer por entre os dedos as palavras que geralmente me transbordam e com isso falar pra mais pessoas como alguns sonhos nossos nos deixam inquietos e vivem a nos perseguir. Pois bem, estou satisfeita com essa decisão, me libertar da estética e de algumas algemas que o instagram coloca na gente que às vezes a gente nem percebe. 

Não vou dar dicas, não vou dar sugestões, não quero nada em troca a não ser a liberdade da escrita, sem fotos, sem filtros, só letras. Também não quero obrigar ninguém a ficar, não quero likes, não quero audiência forçada, fica quem quiser ficar, quem quiser ler, quem quiser compartilhar, somar, dividir, enfim 🙂

Não significa que vou abandonar o instagram, não. Além de ser apaixonada pela escrita, gosto muito de fotografia também, preciso dessa licença poética de fotografar o que minha alma enxerga. Daí a gente vai fazendo assim, um pouquinho aqui, um pouquinho ali pra não surtar e encontrar respiro no caos do dia-a-dia.

Parece que aqui me sinto mais livre pra ser eu mesma, que bizarro né? 

Como é que vai ser?

Não sei kkkkkk Acho que aos pouquinhos vou me adaptando a essa ferramenta, mas a ideia mesmo é escrever o que tenho vontade, compartilhar reflexões da semana, resumo dos estágios, causos clínicos talvez… Por exemplo, poderia falar que essa duas ultimas semanas de estágio na emergência pediátrica foram sensacionais, apesar de exaustivas. E foi do meio dessa exaustão que saíram decisões importantes a serem tomadas como a de escrever mais pra fugir de mim mesma. Foi dessa semana que saiu a decisão de mudar de apartamento novamente apesar de estar só há 6 meses nesse aqui e dele ter uma parede de tijolinhos lindinha demais. Vou confessar pra vocês um dos motivos que mais tem tirado meu sossego e qualidade de vida de viver aqui. O fato é que esse apartamento pega sol o dia inteiro, ele fica no ultimo andar e lá pro final do dia fica realmente TERRÍVEL de se viver aqui. Parece exagero, mas não é. Somos 5 guerreiros e vitoriosos sobrevivendo ao calor de paredes que as vezes ultrapassam os 40º de temperatura. Mais uma mudança, mais dinheiro gasto, mais dores de cabeça pra tentar viver com um pouquinho mais de qualidade de vida antes que eu derreta ou desidrate, simples assim.
Tenho mais coisas pra contar, mas acho que pra esse primeiro tá bom, ficou com a sensação que já estamos mais íntimas? Eu fiquei e eu gostei. Acho que vai dar bem certo.

Estou assistindo

Acabei ontem a última temporada de The Handmaid’s Tale e minha nossinhora que seriado fenomenal. Vale a pena todos os minutos investidos <3

Comecei a assistir Marianne, mas não é minha praia esse terror escrachado. Acho tudo ridículo e tomo altos sustos, ou seja, nao vale pra nada kkkkkk

Estou lendo

O Diário de Anne Frank (adquira clicando aqui) desde as férias de janeiro… é, pra quem tinha meta de ler 6 livros esse ano, to fazendo certinho viu kkkk em compensação, já li várias apostilas do MedCel e muitas páginas do Emergências Clínicas da USP, ou seja, leitura não me falta, to perdoada, vai.

Estou pensando

Em ir na piscina da faculdade mais tarde, em achar uma casinha boa pra morar, em escrever mais, contar sobre meus planos de ir morar fora ano que vem (esse ainda é bem segredo), deixa pra estudar só amanhã porque estou com dor de cabeça. Viver mais e melhor. Compartilhar com vocês e nunca andar sozinha.

Obrigada pela companhia, obrigada por estarem aqui. 
Com amor,
Thaís.  

Quer me ajudar nesse projeto?

Como muita gente tem me perguntado se o recebimento desses e-mails é pago ou não, resolvi deixar essa decisão pra vocês, também sem pressão, sem necessidade, sem obrigatoriedade nenhuma! Quem quiser me ajudar, pode fazer através do PicPay, lendo o QR Code abaixo direto do aplicativo ou clicando nesse link aqui.